Theme Layout

Boxed or Wide or Framed

Theme Translation

Display Featured Slider

Featured Slider Styles

Display Trending Posts

Display Instagram Footer

Dark or Light Style

Resenha do livro: A sutil arte de ligar o f*da-se



“A ideia não é fugir das merdas. É descobrir com qual tipo de merda você prefere lidar.”

Essa é uma das frases que melhor define o conteúdo que você encontrará nesse livro de nome polêmico.

Com características de auto ajuda, o autor americano Mark Manson diz, sem nenhum pudor, boas verdades da vida. O início do livro é praticamente dedicado a contar a histórias de Mark e as difíceis lições que ele aprendeu ao longo da vida. A maneira peculiar como Mark enxerga os problemas chama bastante atenção, transmitindo pensamentos verdadeiros e bem positivos para nossas vidas - claro, sempre com uma dose ácida e sem se importar e dar boas cutucadas.

Conforme as páginas vão sendo lidas o livro assenta um pouco. O tom ácido do nome e do início se diluem, dando espaços para mais exemplos, reflexões e doses de aprendizado. Essa mescla gera um conteúdo bem atrativo e instigante, tornando esse livro algo bem fácil de se
ler.

“As maiores verdades da vida são as mais desagradáveis de se ouvir.”

Mesmo se você não gosta de auto ajuda esse livro ainda sim é recomendado. Mark age como aquele seu melhor amigo que lhe dá uns coices e expõe a verdade de maneira direta. Sem papas na língua o autor mete o bedelho em frases feitas de psicólogos e contesta o modo de viver de grande parte das pessoas. Sem a intensão de mostrar que tem alguma fórmula mágica, Mark expõe fracassos íntimos e nos convida a aprender com sua experiência.

Realmente vale cada segundo de leitura. Um aprendizado que vem de maneira desconfortável, mas que nos ensina a ligar o f*oda-se para muitas coisas que estão atrapalhando nossas vidas.

You Might Also Like

2 comentários:

  1. Eu vejo muita gente recomendando essa leitura, o que só me instiga mais a querer conhecer o trabalho desse autor.
    Acho que a proposta do livro é justamente se livrar do lenga lenga que geralmente encontramos em livros de auto ajuda e ser muito mais direto ao ponto, né? É uma abordagem mais agressiva, mas que as vezes surte na gente muito mais efeito do que o modo tradicional de tratar assuntos desse tipo!
    Um beijo!
    Colorindo Nuvens

    ResponderExcluir
  2. Perfeito! O livro é exatamente isso, uma quebra de paradigmas e uma dica pra vida. Amei o comentário Dai <3

    ResponderExcluir

[name=Letícia Loureiro] [img=https://2.bp.blogspot.com/-0T8qh-y062w/Wk0PzbUSkPI/AAAAAAAAB4o/CG5A_Xt2h1YRP-YvTtsXkSMbqvgMOF6AQCEwYBhgL/s200/IMG_3849.JPG] [description=Vespa Lover, se apaixonou pela scooter e pelo universo vintage no instante em que assistiu "Roman Holiday". Desde então, escreve sobre tudo que faz seus olhos brilharem. Desde 2012 convida a todos para uma viagem no tempo "Na Garupa da Vespa" :) ] (facebook=https://www.facebook.com/nagarupadavespa) (instagram=https://www.instagram.com/nagarupadavespa) (pinterest=https://www.pinterest.com/nagarupadavespa)