Passeio histórico em São Paulo

Foto: Na Garupa da Vespa
É muito comum que a gente viva durante quase uma vida toda em um lugar e não conheça boa parte dele. Eu e o Celso resolvemos mudar isso, criamos uma lista de todos os lugares que são famosos aqui em São Paulo e que pelo menos um dos dois ainda não conhecia.

Um dos lugares dessa lista é o centrão de SP e é exatamente esse passeio que a gente vai compartilhar pra quem vive por aqui e ainda não conhece e pra quem quer vir pra cá conhecer um dia.

Tiramos várias fotos, que traduzem nosso próprio olhar do lugar, algumas são apenas detalhes, outras são do que tinha ao nosso redor. De alguns lugares não teremos fotos, alguns porque não era possível fotografar, outros porque ficamos tão impressionados que a fotografia simplesmente passou batido. Dá só uma olhada na lista!

Catedral da Sé


Esse foi o primeiro lugar que fomos, fique tão chocada que não lembrei de fotografar o lado de fora
A primeira versão da igreja foi inaugurada em 1591, quando foi inaugurada como o primeiro templo da cidade. Atualmente, é um dos cinco maiores templos neogóticos do mundo. 

Horário de funcionamento: de segunda a sexta, das 8h às 19h; sábado, das 8h às 17h; domingo, das 8h às 13h. Entrada franca.



Solar da Marquesa de Santos


A casa dentro é a coisa mais linda, e eu só conseguia me imaginar acordando e abrindo uma dessas janelas


O Solar da Marquesa de Santos é uma residência comprada em 1934, pela amante do imperador Dom Pedro I. Famosa por suas festas, passou a ser conhecida como Palacete do Carmo, uma das residências mais aristocráticas de São Paulo.

Horário de funcionamento: de terça a Domingo das 9h às 17h. Entrada franca.



Casa da Imagem (Casa nº1)


A gente encontrou por acaso e confesso que foi um dos lugares que mais me identifquei. Queria morar ali pra sempre!



Esse foi um dos lugares que encontramos pelo caminho. É o museu iconográfico de São Paulo em uma casinha aristocrática da segunda metade do século XIX. Além das exposições de fotos incríveis, a decoração antiga da casa já vale a visita, com destaque para as belíssimas paredes.


Horário de funcionamento: de terça a domingo das 09h às 17h. Entrada franca.



Pateo do Collegio


Foi onde São Paulo nasceu, a partir da construção de uma pequena cabana de pau a pique em que se reuniam jesuítas, entre eles José de Anchieta. Em dezembro de 1556, a casa foi ampliada para abrigar o colégio dos jesuítas. Hoje o espaço conta com museu e biblioteca. É um dos principais símbolos da história da cidade de São Paulo.


Horário de funcionamento: de terça a domingo, das 9h às 16h30. Para visita monitorada é preciso agendar de segunda a sexta, das 13h às 16h. Entrada para o museu: R$ 6 (inteira), R$ 3 para estudantes, R$ 2 para alunos de escola pública.



Casa Mathilde


Você consegue ver o pastel de nata sendo feito na hora, até queimei minha língua com aquela gostosura!


É um dos lugares mais tradicionais de São Paulo. O nome vem da Fábrica das Queijadas Mathilde fundada em 1850. Era um dos lugares preferidos do Rei D. Fernando II, tornando-se fornecedora da Casa Real. Com doces portugueses, você não pode deixar de pedir pelos pastéis de nata.

Horário de funcionamento: de segunda a sexta 9h às 19h30; sábado das 9h30 às 15h30

Edifício do Antigo Banco de São Paulo


Art déco <3
Esse entra na lista, não só pela sua importância para a cidade, mas também pela incrííííível fachada art déco


Mosteiro de São Bento


Dá até um certo medinho ficar lá dentro rs
A arquitetura do Mosteiro é típica do século XVII. A construção atual foi erguida no período de 1910 a 1922. Com destaque para o grandioso e belo relógio no exterior e os afrescos e murais no interior.


Horário de funcionamento: De segunda à sexta das 6h até o término da missa das 18h. Sábado e domingo, das 6h às 12h e das 16h às 18h. Quinta-feira a igreja fecha às 8h e reabre às 11h30.


Ipiranga x São João


A fila do Bar Brahma era tão grande quanto a minha emoção de estar naquele cruzamento.

Um dos cruzamentos mais famosos de São Paulo, imortalizado na música "Sampa" de Caetano Veloso, foi e é também, um dos mais movimentados da cidade. Ali, naquele cruzamento também é possível encontrar o Bar Brahma, fundado em 1948 e que já recebeu visitas ilustres como Jânio Quadros, Fernando Henrique Cardoso, Adoniram Barbosa, Ari Barroso. 

Cinema Marabá


O cine Marabá foi inaugurado em 1944 em uma época em que a região central de São Paulo abrigava mais de 30 cinemas de rua (confira um post sobre isso aqui). Recentemente reaberto e restaurado pelo grupo Playarte, o cinema é uma boa pedida para os amantes de cinema que querem ter a experiência de visitar um cinema de rua.


Horário de funcionamento: Conferir as sessões disponíveis no site oficial aqui



Theatro Municipal


Toda vez que o vejo fico desejando assistir um dos espetáculos, mas quem disse que a gente lembra disso depois?
Construído em 1903 e inaugurado em 1911, com a ópera Hamlet, o Theatro Municipal foi inspirado na Ópera de Paris e mantém um estilo renascentista barroco. Lá você pode agendar visitas guiadas ou mesmo conferir um dos belos espetáculos apresentados. Ah! De lá também é possível avistar a bela arquitetura do Shopping Light.



Galeria do Rock


Muito auto controle pra não sair comprando tudo e fazendo uma tatuagem.



A Galeria do Rock foi fundada em 1963 e é a casa das “tribos” paulistas. Lá você encontra produtos de todos os estilos, muitos estúdios de tatuagem e piercing e lojas especializadas em serigrafia para camisetas.


Horário de funcionamento: De segunda a sexta, das 10h às 18h30. Sábados, das 10h às 18h.



Quando a gente tá lá em cima nem imagina que ela é bonita assim debaixo
Outros locais que você tem fácil acesso ali e que são conhecidíssimos por aqui em São Paulo é a Santa Ifigênia, ícone quando o assunto é a compra de eletrônicos e a Rua 25 de março que vende todo e qualquer tipo de coisa rs.

Edifício Banespa ao fundo (branco) e à direita o famoso Edifício Martinelli
Ah! Também tem os edifícios mais conhecidos por aqui, como o belíssimo Edificio Martinelli, o Edifício Itália e o inconfundível Copan.

O Celso, claramente a pessoa responsável pelo senso de direção da relação, criou um mapinha com alguns dos pontos que a gente passou. Esse mapa foi o que ele montou antes da gente ir, os lugares que vocês viram na nossa lista que não estão aí ficavam no caminho ou próximo a esses lugares.



Não deixe de conferir também esse Guia da Rua Augusta com vários lugares legais para conhecer por lá e esse Guia Retrô em São Paulo.

7 comentários:

  1. ADOREI! Estou para fazer uma pequena viagem para SP e já usarei esse roteiro, espero estar com bastante disposição :P

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Di, faça sim! Só tome cuidado, ok? É uma região meio complicadinha. Vá perto da manhã, sem câmera e sempre com bastante atenção! Beijinhos :*

      Excluir
  2. Olá, tudo bem??

    Acredita que eu vou pra SP todos os anos e nunca fui em nenhum desses lugares??
    É que geralmente vou pra casa dos meus primos e acabo ficando mais em casa pois eles não gostam de sair... Mas da próxima vez eu vou tirar todo mundo de casa!! Amei o post! Tem até o roteiro preparadinho ♥ já me imaginei tirando váááárias fotos nesses lugares ^.^

    XOXO
    umnovo-roteiro.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E eu que moro aqui e nunca tinha ido? hahaahhha Tem tantos outros lugares aqui que eu quero conhecer <3 Tire sim e me mande que eu quero ver! Beijos lienda :*

      Excluir
  3. Oi Leticia! Ufa, me sinto mais aliviada em saber que não sou a única que não conhecia tanto o centro de SP. Fiquei muito curiosa para conhecer alguns lugares por dentro como a Casa Mathilde e o Solar da Marquesa *-*

    Beijos e sucesso,
    www.falandoemturismo.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A Casa Mathilde é uma delíííícia, lá dentro a parte mais bonita é o balcão com aquele montão de doces e o Solar da Marquesa, aiai, é um sonho, sério <3 Você PRECISA conhecer!

      Beijos :*

      Excluir
  4. Lindas fotografias! Amei!
    São Paulo tem uma história incrível, as marcas que o passado deixou na cidade, seja nos museus e pequenos conjuntos de casas é simplesmente maravilhoso para os olhos, gostaria que a cidade fosse toda nesse estilo bem vintage hahahaha, amodoro!

    https://generoproibido.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.