Mulheres históricas se tornam princesas da Disney

 Ao longo da história, a Disney consagrou muitas princesas no imaginário infantil. Algo que atravessou gerações e, até hoje, influencia os amantes de cinema.

Pensando nisso, o artista Trumble resolveu homenagear mulheres que marcaram a história com traços de princesa da Disney.

Confere aí as mulheres homenageadas e um pouco das histórias que as trouxeram para esse post.
Jornalista americana, nascida em 1934, lutou pelos direitos femininos na década de 60. Conhecida pela sua atuação como escritora e palestrante.
Black Moses, apelido de Harriet, foi uma abolicionista, humanitarista e espiã durante a Guerra Civil dos Estados Unidos da América
Hillary Clinton é, atualmente, uma das pessoas mais influentes do mundo, sendo forte candidata a ser a primeira mulher a ser presidente dos Estados Unidos
Malala é uma ativista paquistanesa. Foi a pessoa mais nova a ser laureada com um prêmio Nobel e é conhecida, principalmente, pela defesa dos direitos das mulheres.
Primeira pessoa a vencer o Nobel de física por duas vezes, além do Nobel de química pela descoberta dos elementos químicos rádio e polônio
Um pequeno gesto, mas simbolicamente poderoso a fez entrar para a história. Em 1 de dezembro de 1955 em Montgomery, estado do Alabama (EUA), a costureira com 42 anos Rosa Parks, recusa-se a ceder seu lugar no ônibus para um homem branco que exigia o lugar dela para sentar-se. Ela foi presa e multada por recusar-se a levantar, mas foi o pontapé inicial para que um boicote em massa contra as companhias de ônibus locais fosse organizado pelo reverendo Martin Luther King, foi o início de uma reviravolta na história dos EUA e no mundo.
Juíza, lutou fortemente na suprema corte dos Estados Unidos pela igualdade de gênero, além de auxiliar no processo da separação entre Estado e igreja.

Seu ato mais famoso foi escrever uma decisão histórica do Supremo Tribunal Federal dos EUA, onde fez entender que o Instituto Militar da Virgínia apoiada pelo Estado não poderia recusar-se a admitir mulheres.
Uma das sulfragistas, lutou pelos direitos femininos ao voto, exercendo a força seu direito como cidadã, isso em meados de 1800, deixando um legado para as mulheres das futuras gerações
Uma adolescente judia que foi morta aos 15 de anos de idade em um campo de concentração, ela tornou-se conhecida mundialmente com a publicação de seu diário póstumo onde relatou as experiências que viveu com a família escondendo-se dos nazistas nos países baixos.


3 comentários:

Tecnologia do Blogger.