Eu não nasci na época errada!



 Você já deve ter escutado de alguém muito próximo a famosa frase "nasci na época errada" ou "antigamente sim as pessoas sabiam viver" ou "nada do que veio depois de 90 presta". E eu era uma dessas pessoas, até assistir Meia Noite em Paris.

  Pra quem não viu, Meia Noite em Paris é um filme de Woody Allen, sobre um escritor que acredita viver na época errada, ele é apaixonado pelos Anos 20 e vai para Paris com a noiva, em uma noite enquanto perambula pelas ruas, é transportado para a década de 20, onde conhece seus maiores ídolos e vivencia a noite dos famosos anos loucos franceses. E então, acontece uma das cenas mais geniais do filme, durante um papo sobre o quanto ele acha INCRÍVEL a década em que aquelas pessoas vivem, ele descobre que PASMEM elas prefeririam viver na Belle Époque, o filme então os transporta para essa época e novamente a cena se repete, dessa vez com personalidades como Paul Gauguin, Lautrec e Edgar Degas que suspiravam só de imaginar o quanto seria melhor viver no período da Renascença. Sério, se você não assistiu esse filme, PRECISA VER, eu falei mais sobre Meia Noite em Paris aqui.




  Mas que que tem esse filme, Letícia? Assim como eu e muitas pessoas que a gente conhece que se apaixonam pelo universo retrô, o personagem de Woody Allen não conseguia aceitar os lados negativos ou enxergar os lados positivos de viver na época em que estava e vivia suspirando por algo que ele jamais teria, ele deixava de aproveitar a vida, porque estava pensando sobre o quanto a vida dele seria melhor se fosse diferente.

  Foi então que eu me dei conta de que a gente precisa entender que por mais que você ame de paixão uma época diferente da sua, existiam dificuldades, desafios e lados negativos como em qualquer outro momento da história do mundo, cada época tem, como tudo na vida, seu lado positivo e negativo. É frustrante viver suspirando e imaginando como sua vida seria melhor se vivesse em um outro momento, porque ainda não inventaram a máquina do tempo.



  Querem um exemplo? Uma década que eu adoro mas que foi extremamente injusta e limitadora para as mulheres é a década de 50, esteticamente belíssima, mas não parece injusto ter como meta de vida casar e ter uma bela família onde você servirá ao seu marido e ficará linda e maravilhosa o tempo todo? Eu não quero isso pra mim! (Assistam O Sorriso de Mona Lisa, ele fala exatamente sobre isso)

  Penso que vivemos na melhor época dos últimos tempos, porque estamos mudando o tempo todo e principalmente porque você tem a liberdade de escolher o que mais te agrada em cada uma dessas épocas. Você tem a chance de escolher!

E tá tudo bem não gostar das roupas, da música, dos programas de tv ou dos filmes de hoje em dia.. Mas existem coisas boas, tem que existir...

  E não! Eu não nasci na época errada! Se eu estou aqui, digitando e conseguindo conversar com você é porque a tecnologia taí e talvez eu não conhecesse metade das pessoas e coisas que conheço hoje sem ela. Eu não nasci na época errada porque eu quero ter direito de ser quem eu quiser ser, sem medo de ser "mal vista" pela sociedade. Eu não nasci na época errada porque eu adoro a estética dos anos 50, a dança dos anos 20, os filmes dos anos 60 e eu adoro ver tudo isso na internet.



  E você? Nasceu na época errada?

3 comentários:

  1. Não poderia concordar mais com esse post. Eu amo a década de 50 e 40 só esteticamente. Mas eu não gostaria de viver naquela época.
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Somos duas Amyh, fico feliz que tenha se identificado <3 <3

      Beijos e obrigada pela visita, adoro te ver por aqui!

      Excluir
  2. Eu já escrevi um post exatamente com esse título, acabei não divulgando, mas a linha de raciocínio era bem essa. Concordo.

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.