#StopTheBeautyMadness: A revolução da beleza natural.



Você já deve ter reparado nos burburinhos das últimas semanas sobre diversos movimentos em que mulheres incentivam outras a mostrarem para o mundo como realmente são, sem tratamentos digitais ou maquiagem.

O culto a magreza e aos padrões estabelecidos pela mídia e pela moda movem mulheres desde sempre. A história documenta todos os sofrimentos e privações que a mulher passava para se sentir bonita e principalmente para sentir que fazia parte de algo, além disso, estar “por dentro” do que acontecia e vestir o que tinha de mais novo era sinal de status, a mulher era usada para seu marido mostrasse quanto poder e dinheiro a família acumulava, quanto mais ornamentada e impossibilitada de fazer tarefas simples a mulher fosse, mais rica era a família.


O espartilho pode parecer a tortura mais absurda a que as mulheres se submeteram, muitas tiveram problemas sérios de saúde, graças ao uso cada vez mais desumano desse acessório que perdurou durante tantos anos, mas os tratamentos estéticos perigosíssimos iam muito além! Na Idade Média, por exemplo, era muito comum que mulheres usassem uma solução de arsênico e chumbo, para clarear a pele deixando-a mais pálida. Acredita-se que esse uso se dava para que elas não fossem confundidas com a classe trabalhadora, que debaixo do sol acabava tornando-se mais corada.



Mas não estamos mais na Idade Média, nossa classe social não diz mais quem somos, não estamos mais presas aos desejos e imposições masculinas, não somos mais bibelôs, não somos donas de casa perfeitas e maquiadas dos anos 50. Hoje não somos mais enganadas pelo Photoshop, temos livre acesso a todas essas ferramentas e temos conhecimento de que elas estão ali, escondendo as ditas “imperfeições”, afinando coxas, deletando marcas que são nossas, que fazem parte de quem somos.

 Então qual o motivo para estarmos tão insatisfeitas conosco? Qual a razão para sempre achar que precisamos perder uns quilinhos ou mudar algo em nossos corpos? Por que tantas mulheres sonham com a tal barriga negativa? Por que a garota da capa nos intimida? Não tem a ver com amor próprio,nós nos amamos PORRA, e é por nos amarmos que as amarras estão sendo afrouxadas, que estamos nos libertando dos padrões, dizendo não para os comerciais que dizem: “você é bonita, mas...”, não existem mais “mas”, somos bonitas e ponto, somos bonitas do jeito que somos e é isso que importa.



Alguns dias atrás, uma modelo, tamanho 42, que foi retocada para um manequim 38, divulgou sua foto original (belíssima) com uma mensagem contra a crença de “quanto mais magra é melhor”, o post da garota foi uma verdadeira revolução, um grito de basta para mostrar que estamos cansadas de todas essas mulheres irreais construídas digitalmente.


A internet também permitiu dois outros movimentos ligados a real beleza da mulher, um é uma galeria comunitária em que as mulheres compartilham umas com as outras suas “imperfeições”. Criada por duas mães, Love your lines começou com as curvas e marcas de duas mulheres que queriam mostrar para o mundo o corpo real da maioria de nós, principalmente depois da maternidade, no fim muitas pessoas acabaram contribuindo com o perfil e enviando fotos de marcas e curvas que fazem cada um de nós diferente do outro.



O segundo movimento é o “Stop the beauty madness” que tomou conta das redes sociais, a idéia é questionar os padrões de beleza, valorizar a beleza natural, reforçar a idéia de que você é linda do jeito que é, pensando nisso, várias mulheres desafiam outras a postar fotos sem nenhuma maquiagem com a hashtag #StopTheBeautyMadness. Muito semelhante a exposição "De cara lavada com Glamour" da Revista Glamour que aconteceu no museu do Centro Universitário Belas Artes e trouxe várias artistas como a gente nunca viu: de cara limpa.

É por isso que a tendência para essa e espero que para todas as outras estações é: “seja você”, porque você é linda do jeito que você é.

3 comentários:

  1. Que post mais lindo Lê! ^^
    Realmente, como fomos e somos "escravas" da vaidade e beleza, os espartilhos Deus do céu, apesar de deixar as mulheres bonitas e com a desejável cintura de pilão, trouxe também vários problemas de saúde, o desenho me deixou chocada...
    E apoio a campanha de seja você mesma, e sobre mostrar a cara lavada, eu faço isso todo o dia. kkk
    O máximo que uso no rosto é rímel, delineador, batom e ás vezes um BB cream, mas bem raro, porque não dispenso o protetor solar. :D
    Beijos. ♥

    Diário da Lady

    PS: Sobre sua pergunta no meu blog: Para durar mais seu esmalte; lixe bastante suas unhas, deixe-as mais lisas possíveis, passe uma boa base e espere um tempinho para secar completamente, faça o mesmo com o esmalte, espere uns 20 minutos para cada aplicação do esmalte. Isso ajuda a fixar o esmalte por mais tempo. Passe um spray ou extra-brilho e evite algumas tarefinhas como lavar louças, se não for possível, use luvas para cada tarefa doméstica! :D

    ResponderExcluir
  2. Adorei o post, é sempre bom ver esse tipo de coisa. É como voce disse, os tempos mudaram, padrao de beleza so existe na passarela, nos dias atuais as mulheres querem parecer o mais natural possivel, Esse negocio de ser magra ao extremo já é coisa do passado. Mas ainda existe mulheres que se deixam levar pelas regras impostas pela sociedade, mas com o tempo creio que isso vai acabar!
    Beijao, adorei o blog, há já estou seguindo o blog, se puder retribuir agradeço :D
    http://priscilaashwell.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Parabéns pelo post,me surpreendeu!!
    Hoje em dias as mulheres vivem como uma boneca,toda plastificada e prejudicando sua saúde!!

    https://www.facebook.com/estilosamorena?hc_locatio

    http://estilosamorena.blogspot.com.br/


    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.